Modelo de Governação

A Agência Nacional de Inovação tem o seu capital subscrito em partes iguais pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia (50%), e pelo Ministério da Economia, através do IAPMEI (50%).

Estrutura acionista

Órgãos Sociais

Assembleia Geral

Presidente da Mesa: José Marques dos Santos, Ex- Reitor da Universidade do Porto

Secretário: João Crespo, Vice- Reitor da Universidade Nova de Lisboa.

Conselho de administração

O atual Conselho de Administração tem a seguinte composição:

Presidente: Eduardo Maldonado

Foto - Eduardo Maldonado

Eduardo Maldonado assumiu a Presidência do Conselho de Administração da ANI em 1 de julho de 2018. Com uma carreira universitária e de investigação de várias décadas, é Professor Catedrático na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto desde 1998 e autor de mais de duas centenas de publicações técnicas, incluindo livros, capítulos em livros e artigos em revistas científicas internacionais.

Entre 2007 e 2018 foi Delegado Nacional ao Comité Estratégico dos Programas FP7 e Horizonte 2020 e desempenhou a função de Coordenador dos Pontos de Contacto Nacionais do Programa Quadro Europeu de I&I da Comissão Europeia no GPPQ (Gabinete de Promoção do Programa Quadro) – FP7 e H2020, na FCT (Fundação para a Ciência e Tecnologia) e na ANI.

Anteriormente, entre 2001 e 2004, assegurou a coordenação do Programa Nacional para a Eficiência Energética dos Edifícios na Direção Geral de Energia, tendo nesse período sido o representante de Portugal na preparação da Diretiva da Eficiência Energética nos Edifícios (EPBD) e, depois, coordenador da Ação Concertada europeia para a transposição e implementação da EPBD (CA-EPBD) de 2004 a 2015.

Licenciou-se em Engenharia Mecânica na Universidade do Porto em 1975 e obteve os graus de Mestre e Doutor, na mesma área científica, pela Iowa State University (E.U.A.), em 1979 e 1982.

Vogal executivo: Filomena Egreja

Filomena 2

Com uma ampla experiência na implementação de políticas públicas e na gestão de programas e projetos nos domínios da inovação, empreendedorismo, valorização do conhecimento e competitividade empresarial, Filomena Egreja integra, desde julho de 2018, o Conselho de Administração da ANI.

Entre 2015 e 2017 assumiu o cargo de Diretora de Empreendedorismo e Inovação, e, em acumulação de funções, de Chefe do Departamento de Empreendedorismo e Financiamento no IAPMEI (Agência para a Competitividade e Inovação). Desempenhou, anteriormente e desde 2008, funções como Diretora de Promoção da Inovação na mesma instituição. Entre 2004 e 2007 foi Subdiretora-geral da ex-DGE (Direção Geral da Empresa), atual DGAE, e, entre 2001 e 2004, foi Diretora de Serviços na ex-DGI (Direção Geral da Indústria).

Em 1979 Iniciou a sua carreira profissional no ex-INETI (Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação) onde exerceu funções como técnica, estagiária e assistente de investigação e Chefe de Divisão até finais de 2001.

É Mestre em Economia e Gestão de Ciência e Tecnologia pelo ISEG (Instituto Superior de Economia e Gestão) e Licenciada em Economia pelo ISCTE (Instituto Universitário de Lisboa).

Vogal executivo: António Bob Santos

António 2

Especialista em Políticas de Inovação e em Inovação Aberta, António Bob Santos integra o Conselho de Administração da ANI desde julho de 2018, tendo inicialmente desempenhado o papel de Assessor para as Políticas de Inovação na mesma instituição (2017/2018).

Desde 2001 que colabora com várias estruturas governamentais na área da Política de Inovação, tendo integrado as equipas de conceção, gestão e monitorização do PROINOV (Programa Integrado de Apoio à Inovação), do Plano Tecnológico, da Agenda Digital, da Estratégia de Lisboa, do Plano Nacional de Reformas e do Programa Nacional para o Empreendedorismo e Inovação (+E+I). António Bob Santos foi gestor de projetos de inovação na UMIC (Agência para a Sociedade do Conhecimento), com responsabilidades na conceção de iniciativas como o NEOTEC, OTIC, Centros de Excelência e b-on (Biblioteca do Conhecimento Online), tendo colaborado na gestão de projetos de Smart Cities no CEiiA.

É Doutorado em Economia pelo ISCTE-IUL (Instituto Universitário de Lisboa), instituição onde concluiu o Mestrado em Ciências do Trabalho (2002) e a Licenciatura em Economia (1998). António Bob Santos foi também docente convidado em Mestrados do Instituto Politécnico de Santarém (2008-2012) e do ISCTE-IUL (2017/2018).

Vogal não executivo: Nuno Mangas

Nuno 2

Nuno Mangas assumiu a Presidência do IAPMEI (Agência para a Competitividade e Inovação) em junho de 2018. Foi, durante 8 anos, Presidente do Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria), função que acumulou, desde 2016, com a Presidência do CCISP (Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos). Anteriormente desempenhou funções como Vice-presidente da NERLEI (Associação Empresarial da Região de Leiria) e do IPLeiria.

Na sua ampla experiência profissional, destaque para a sua atividade como membro do Grupo de Trabalho de Acompanhamento e Implementação do Programa de Modernização e Valorização de Ensino Politécnico (nomeado pelo Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior) e como docente do Ensino Superior (Professor Coordenador do IPLeiria).

É Doutorado em Ciências da Educação pela Universidade da Extremadura, Espanha (2009) e realizou duas Pós-graduações na Universidad Politecnica de Cataluña, Espanha. Possui o grau de Mestre em Sistemas e Automação pela Universidade de Coimbra (1996), instituição onde também se licenciou em Engenharia Eletrotécnica (1991).

Vogal não executivo: Paulo Ferrão

Paulo 2

Paulo Ferrão é Presidente do Conselho Diretivo da FCT (Fundação para a Ciência e a Tecnologia) desde 2016, tendo anteriormente sido Diretor Nacional do Programa MIT-Portugal, uma parceria estratégica promovida pela FCT entre o MIT (Massachusetts Institute of Technology) e diversas universidades e instituições nacionais.

É Professor Catedrático no IST (Instituto Superior Técnico), onde dirigiu a Iniciativa em Energia, o Programa de Doutoramento em Sistemas Sustentáveis de Energia e o centro de investigação IN+ (Centro de Estudos em Inovação, Tecnologia e Políticas de Desenvolvimento).

A nível internacional, é membro da U.S. National Academies Roundtable on Science and Technology for Sustainability da National Academies of Sciences, Engineering, and Medicine dos Estados Unidos da América, e integrou o Committee on Pathways to Urban Sustainability e o Committee on Sustainability Linkages in the Federal Government. É membro da International Society for Industrial Ecology.

A sua carreira científica centra-se na energia e na ecologia industrial, tendo trabalhado em áreas como a gestão de resíduos e sistemas urbanos. Obteve o grau de Doutor em Engenharia Mecânica pelo IST em 1993 e licenciou-se na mesma área e instituição em 1985.

Fiscal Único

Efetivo: ABC- Azevedo Rodrigues, Batalha, Costa & Associados, SROC, Lda.

Suplente: João da Rocha Abrantes Costa