X

Notícias

Prémio Nacional de Jornalismo de Inovação atribui primeiros troféus

Preview_DSC_5659

Rute Fonseca, da TSF, António Sarmento, do Jornal Económico, e Nuno Costa, do Sul Informação, foram os vencedores da primeira edição do Prémio Nacional de Jornalismo de Inovação promovido pela ANI – Agência Nacional de Inovação. Na cerimónia de entrega de prémios que teve lugar ontem no Centro de Congressos da Alfândega no Porto, o Presidente da ANI, Eduardo Maldonado confirmou já a realização da segunda edição em 2019 e revelou que o objetivo é “ampliar este diálogo a outros meios de comunicação social, por isso vamos ter duas novas categorias: televisão e jornalismo de investigação promovido por estudantes do ensino superior.”

A jornalista da TSF venceu na categoria “Media Nacional Online” com o trabalho «Tem uma encomenda? Chame um drone». Rute Fonseca deu os parabéns à ANI pela iniciativa e sublinhou que “este tipo de notícias têm de ser cada vez mais divulgadas pois podem contribuir para melhorar a vida do dia a dia das pessoas”.

Na categoria “Media Nacional Escrita”, o vencedor foi António Sarmento do Jornal Económico com o artigo «A inteligência artificial já está a mudar as nossas vidas». António Sarmento lembrou que “desde o início que o Jornal Económico se preocupa com estes temas” e disse ainda esperar “que a ANI continue com esta iniciativa por muitos mais anos.”

Para o trabalho de «Há um ‘ataque dos clones’ em Monchique a bem da produção de medronho”», de Nuno Costa, do Sul Informação, foi a vitória na categoria “Media Regional Online”. O vencedor aproveitou para lembrar que “este tipo de jornalismo é importante pois dá a possibilidade de dar a conhecer o que está a ser feito quer nas empresas quer nas universidades. Cabe aos jornalistas divulgar essa atividade.”

Durante o evento, o Presidente da ANI destacou que entre os objetivos desta iniciativa “está a promoção da inovação junto da sociedade”. Na cerimónia participaram, ainda, Vasco Trigo e Lourenço Medeiros.

Vasco Trigo, que também integrou o painel de júri da iniciativa, destacou o contributo que “o jornalista que faz jornalismo de inovação, ciência e tecnologia dá para divulgar o que se faz de bom em Portugal nestas áreas”. Lourenço Medeiros, anfitrião da cerimónia, lembrou que “o jornalismo de inovação era visto como uma coisa secundária quando comecei a tratar deste tema. Hoje em dia ninguém duvida da importância da inovação e da ciência.” Considerou também o Prémio Nacional de Jornalismo de Inovação “fundamental para promover esta área.”

*Evento cofinanciado no âmbito do SIAC – Iniciativa de Transferência do Conhecimento

Imagem1

Etiquetas: