X

Notícias

Mais sete empresas portuguesas na Liga dos Campeões da Inovação Europeia

Foram sete as empresas portuguesas com candidaturas aprovadas no último concurso do SME Instrument Fase 1, em que a taxa de sucesso da participação nacional foi duas vezes superior à média europeia. Sobe assim para 34 o número de empresas com projetos aprovados, consolidando o sucesso português no programa do Horizonte 2020 que apoia a internacionalização de PMEs.

Num instrumento que se caracteriza por ser extremamente competitivo, a participação nacional neste concurso teve uma taxa de sucesso de 17,5%, contra a média europeia de 8,4%.  Apenas a Suécia e a Dinamarca conseguiram ter mais projetos financiados e uma taxa de sucesso superior à de Portugal, enquanto o principal participante neste programa, a Itália, teve uma taxa de sucesso de apenas 5%. Este resultado vem consolidar uma tendência de crescimento e sucesso na Fase 1 do SME Instrument, sendo este o 4º cut-off consecutivo em que a participação nacional supera a média europeia.

Com estes sete novos projetos, chega agora a 34 o número de PMEs nacionais com projetos aprovados no SME Instrument Fase 1:

 

Empresa

Tema

Projeto

73100 Lda Bioeconomia FUCOPOL – An innovative bio-based platform for the cost-competitive production of L-Fucose, a building block for Human Milk Oligosaccharides.
BioMimetx Mar BMX-11 – Providing Antifouling Additives for Marine Paints Inspired by Nature and Engineered for Industries.
Logistema Transportes LOOP – Disrupting Logistics in Smart Cities and Regions through an Advanced Logistics Platform.
Magnomics Bioeconomia MAGTEST – Simple and specific next generation lab-on-a-chip in-vitro molecular diagnostic device.
Mobiag Transportes MobiCS – Disrupting the Car-Sharing Market in Smart Cities through a Unified Cross-Border Platform.
Sensefinity TICs sSM – Sensefinity Social Machines.
VisionSpace Segurança SEcTRAP – Critical urban infrastructure and soft target cyber attack protection. Users and application Behavioural
Analysis supported by artificial intelligence to preempt security cyber attacks.

O ano de 2016 está a trazer excelentes notícias para as empresas nacionais que concorrem ao Horizonte 2020. Nas últimas semanas as empresas FastInov e UBQ II captaram, através dos programas Fast Track to Innovation e SME Instrument Fase 2, mais de 2 milhões de euros de financiamento comunitário para o desenvolvimento das suas inovações.

A ANI, Agência Nacional de Inovação, tem atuado como interlocutor principal do GPPQ para a participação das empresas no Horizonte 2020, que até ao momento totaliza 146 PMEs e 139 grandes empresas.

A lista de projetos nacionais financiados no âmbito do SME Instrument está disponível aqui.

NA COMUNICAÇÃO SOCIAL
  • Dinheiro Vivo, 7 de julho de 2016 – Leia o artigo aqui
Etiquetas: