A ANI gere um conjunto de incentivos financeiros e incentivos fiscais à Investigação e Inovação que apoiam a valorização do conhecimento científico e tecnológico e a sua transformação em crescimento económico.
Logo_PI_Cores_300x90

Incentivos Financeiros às Infraestruturas Tecnológicas

TRANSFERÊNCIA DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO – Projetos estruturantes de Transferência do Conhecimento Científico e Tecnológico promovidos pelos Centros de Interface Tecnológico (CIT)

Concurso a decorrer no âmbito do LISBOA 2020 – O concurso a decorrer destina-se a projetos promovidos por entidades e com realização física localizadas na região NUTS II Lisboa – MAIS

2020

Incentivos Financeiros à I&D Empresarial

Tipologias de projetos geridas pela ANI

PROGRAMAS MOBILIZADORES – Projetos transversais e estratégicos de I&D que visam a criação de novos produtos, processos ou serviços com elevado conteúdo tecnológico e de inovação – MAIS

NÚCLEOS DE I&D EM COPROMOÇÃO – Projetos de criação e dinamização de um “Núcleo de I&D em Copromoção” envolvendo recursos humanos qualificados, originários de vários copromotores – MAIS

DEMONSTRADORES – Projetos demonstradores de tecnologias avançadas e de linhas-piloto – MAIS

I&DT EM COPROMOÇÃO – Projetos de empresas em copromoção com outras empresas ou restantes entidades do Sistema de I&I – MAIS

INTERNACIONALIZAÇÃO DA I&D – Estímulo à participação das empresas e das restantes entidades do Sistema de I&I em programas europeus de investigação e inovação – MAIS

PROPRIEDADE INDUSTRIAL – Proteção de direitos da Propriedade Industrial – MAIS

Candidaturas abertas

Conheça os concursos
com candidaturas abertas.

Execução de projetos

Aceda ao Guia para projetos aprovados, FAQs e documentos de suporte
à execução financeira.

SIFIDE

Incentivos Fiscais à I&D Empresarial

SIFIDE – Sistema de Incentivos Fiscais à I&D Empresarial visa aumentar a competitividade das empresas, apoiando o seu esforço em Investigação e Desenvolvimento através da dedução à colecta do IRC das despesas com I&D.

O SIFIDE foi criado em 1997 como medida de estímulo à participação do setor empresarial no esforço global de I&D. A experiência resultante da sua aplicação permite concluir que este mecanismo tem contribuído para um incremento efetivo da atividade de I&D por parte das empresas portuguesas.

O sistema de incentivo passou por diversas revisões. O SIFIDE II passou a vigorar a partir de 2011 com a introdução de algumas alterações à legislação que o tornam ainda mais atrativo para as empresas.

Mais informação sobre o SIFIDE aqui.