X

Notícias

Há uma PME portuguesa na Liga dos Campeões da Inovação Europeia

SIGNINUM recebe perto de 1M€ de financiamento comunitário para investir em inovação

sme instrumentPortugal tem mais uma empresa com um projeto de inovação de base tecnológica aprovado na fase 2 do programa comunitário SME Instrument do Horizonte 2020. Neste primeiro concurso de 2018 foram submetidas 1154 propostas a nível europeu, das quais foram selecionadas para financiamento apenas 57 (menos de 5%).

Das 30 empresas portuguesas que participaram neste concurso, a SIGNINUM foi a única selecionada, graças à sua tecnologia de análise multiespectral, revolucionária no mercado da conservação e restauro, que permite obter informações sobre o interior das obras de arte. A análise multiespectral permite perceber o que está por trás das pinturas, quantificar as vezes que o quadro já foi pintado, bem como os vários materiais utilizados. No entanto, o potencial verdadeiramente disruptivo desta solução de visão artificial está na sua aplicação nas áreas da agricultura e da indústria, através da introdução de sistemas inteligentes de diagnóstico e deteção de falhas.

“Estamos muito honrados e satisfeitos por termos obtido o apoio claro do SME Instrument para o nosso projecto XpeCAM” sublinhou António Cardoso, CEO da SIGNINUM. “O contributo das entidades oficiais portuguesas, como a ANI, foi deveras importante para ajudar a definir a melhor mensagem a transmitir no processo de defesa do nosso projeto, inovador e diferenciador para a área do Património Cultural. Este apoio só veio confirmar que os nossos projetos, as nossas ideias e o futuro da Signinum é uma realidade em que vale realmente a pena investir. De certa forma é o reconhecimento de todo o esforço que temos vindo a dedicar à inovação e ao desenvolvimento de soluções tecnológicas diferenciadoras na área do Património Cultural”, continuou.

O SME Instrument do Horizonte 2020 tem o objetivo de apoiar PME com vocação altamente inovadora e capacidade de introduzir alterações disruptivas nos mercados. Está dividido em duas fases: a primeira disponibiliza 50 mil euros por empresa para o desenvolvimento de um estudo de viabilidade. A fase 2, com um financiamento até 2.5 milhões de euros por projeto, visa o apoio a atividades relacionadas com o desenvolvimento e demonstração da inovação.

A SIGNINUM é a 11ª empresa Portuguesa a conseguir entrar na restrita lista de beneficiários da Fase 2 do SME Instrument. No total, as PME Portuguesas já captaram cerca de 19M€ desde o inicio deste programa em 2014.

A Agência Nacional de Inovação (ANI), através do seu Gabinete de Promoção do Programa-Quadro, desempenha um papel ativo na promoção da participação das empresas nacionais no Horizonte 2020, tendo apoiado a SIGNINUM no seu processo de preparação desta candidatura vencedora. A ANI realiza também encontros regulares com muitas PME nacionais, através de sessões de divulgação e de formação, e reuniões de trabalho individuais.

Etiquetas: