symbol_eureka_green_webProjetos da rede EUREKA

Os projetos da rede Eureka são projetos de I&D orientados para o mercado e desenvolvidos em ambiente de cooperação internacional. Pretendem desenvolver produtos, serviços ou negócios inovadores e orientados para o mercado. Cobrem qualquer área tecnológica e os temas, atividades e prioridades são definidos pelos proponentes.

O que é necessário para avançar com um projeto EUREKA?

Critérios de elegibilidade

  • Ter como objetivo desenvolver um produto, serviço ou processo com recurso a tecnologias avançadas e com boas perspetivas de mercado.
  • Envolver parceiros de, pelo menos, dois países membros da rede EUREKA.
  • Ter o financiamento assegurado pelos parceiros ou por financiamento de fundos nacionais dos países envolvidos

Para submeter um projeto:

Preencha o formulário de projeto EUREKA e envie ao Coordenador Nacional de Projetos (ver ‘contactos’).

Depois de verificados os critérios de aceitação, o seu projeto será posto a circular, para análise, em todos os países membros.

O selo EUREKA será atribuído quando o projeto for apresentado e aprovado numa das reuniões periódicas da Rede.

Projetos “Umbrella”

Os projetos “Umbrella” funcionam como mini-redes, dentro da rede do EUREKA, focalizadas em setores específicos e têm como função principal dinamizar o aparecimento de novos projectos EUREKA no setor em que se inserem.

Clusters

Os Clusters são iniciativas estratégicas para o desenvolvimento de tecnologias de elevada importância para a competitividade da Europa. Os Clusters são iniciativas lideradas pela indústria e estão abertos à participação de PME e grandes empresas.  Os concursos e as regras de avaliação são definidos por cada Cluster.

Programa Eurostars

Printeurostars_eureka_eu_logos-ese-fundingbodies

O Programa EUROSTARS é um programa conjunto entre a rede EUREKA e a Comissão Europeia.

É o primeiro instrumento europeu de apoio financeiro especificamente dedicado a PMEs com forte potencial de crescimento e que desenvolvem atividades de I&D. O EUROSTARS  tem o objetivo de as estimular a liderar projetos internacionais de investigação e inovação em colaboração, facilitando o acesso ao financiamento.

Portugal participa no programa EUROSTARS 2 e, disponibiliza um montante total de 500 000 € para apoio a projetos.

Consulte aqui o Regulamento Nacional.

Mais informação sobre o Programa EUROSTARS aqui

Contactos

Coordenador Nacional de Projetos EUREKA e EUROSTARS

Cristina Gouveia
GPPQ – Gabinete de Promoção do Programa-Quadro de I&DT

ANI – Agência Nacional de Inovação
Campus do Lumiar, Ed. O, 1º, Estrada do Paço do Lumiar
1649-038 Lisboa
Tel.: +351 21 423 21 00
Tlm.:+351 93 501 78 30
eureka@ani.pt

Contacte o Coordenador Nacional de Projetos EUREKA e EUROSTARS, que o poderá apoiar na identificação de potenciais parceiros internacionais e na procura de fontes de financiamento nacional público e privado.

Sobre a rede EUREKA

A rede EUREKA, um programa intergovernamental criado em 1985, tem como objetivo estimular a produtividade e a competitividade da indústria europeia, promovendo a ligação entre as empresas, as instituições de investigação e desenvolvimento para que desenvolvam em conjunto produtos tecnologicamente inovadores com perspetiva de mercado a nível europeu e mundial.

A Iniciativa EUREKA integra 40 países europeus, a Comissão Europeia e três Estados Associados: Coreia do Sul, Canadá e África do Sul.

Portugal é membro fundador da Iniciativa Eureka e já assumiu por duas vezes a sua presidência, em 1997-1998 e 2008-2009.

O valor do selo EUREKA

O selo EUREKA traz vantagens competitivas para as empresas, produtos e serviços inovadores porque lhes confere notoriedade e visibilidade internacional associada a uma imagem de excelência.

Quando é atribuído o selo EUREKA a um projeto reconhece-se publicamente que se está a desenvolver um produto, processo ou serviço tecnologicamente inovador, de elevada qualidade e potencial.

Portugal e a Rede EUREKA

Portugal é membro fundador da Rede Eureka e assumiu por duas vezes a sua presidência: entre 1997-1998 e 2008-2009.

eureka_25anos_pt

 

Clique na imagem para ler a publicação comemorativa dos 25 anos de Portugal na Rede EUREKA.

1ª Presidência Portuguesa – junho de 1997 a junho de 1998

A 1ª Presidência Portuguesa traduziu-se por um reforço das atividades concretizado por um aumento, para o quadruplo, da carteira nacional de projetos e um aumento de 13% na carteira total de projetos gerados pela rede EUREKA.

Durante a presidência nacional foram aprovados 186 novos projetos EUREKA, sendo a melhor presidência, em número de projetos, desde a fundação da rede em 1985.

As empresas e entidades de I&D nacionais participaram em 47 dos novos projetos aprovados, além de terem aderido a 3 outros projetos já aprovados envolvendo, deste modo, 113 entidades portuguesas em colaboração com parceiros de 22 países.

O aumento do envolvimento empresarial constitui um dos traços a sublinhar da participação portuguesa, característica fundamental dum programa de investigação aplicada. Praticamente todos os projetos aprovados têm a participação de empresas portuguesas (94%).

Locais e datas de Reunião:

  • reuniões do Grupo de Coordenadores Nacionais de Projectos  -Guimarães, Outubro 97; Funchal, Janeiro 98, Macau, Março 99 e Évora, Junho 99
  • reuniões do Grupo de Representantes de Alto Nível – Porto, Outubro 97; Macau, Março 99 e Lisboa, Junho 99
  • Conferência Interparlamentar – Lisboa, Maio 98
  • Conferência Ministerial – Lisboa, Junho 98

Para ajudar à dinamização da carteira de projetos EUREKA, foram organizadas três Bolsas de Contacto nas áreas das:

  • “Tecnologias de Processamento de Frutos e Vegetais” (Porto, Novembro de 1998);
  • “Moldes e Ferramentas Especiais” (Marinha Grande, Março de 1999) – que se passou a realizar de dois em dois anos;
  • e outra, de carácter geral, que teve lugar em Macau em Março de 1999 visando dinamizar novos projectos em cooperação com a Ásia.

2ª Presidência Portuguesa – julho de 2008 a junho de 2009

A 2ª presidência portuguesa promoveu uma política de continuidade e impulsionou as ações necessárias ao desenvolvimento de uma visão comum para a renovação do EUREKA.

A Presidência portuguesa do EUREKA concentrou-se em 4 prioridades:

  1. Promover uma política de crescente cooperação internacional procurando activamente parcerias em todo o mundo.
  2. Aumentar as sinergias e níveis de coordenação com outros mecanismos europeus de apoio à I&D tais como o COST, as JTIs e as ERA NETs.
  3. Valorizar o selo EUREKA aumentando a sua visibilidade mundial enquanto símbolo de inovação com vantagens competitivas para as empresas, produtos e serviços inovadores.
  4. Reforçar os mecanismos de geração de projectos melhorando as relações entre a rede e os seus Clusters e promovendo a sincronização da avaliação e financiamento. Um dos principais objectivos da Iniciativa EUREKA é a geração de novos projectos de excelência que conduzam à criação de produtos e serviços inovadores.

Novos e decisivos projectos na área da Energia – Novas fontes de energia limpa e renovável – deverá ser uma preocupação comum do EUREKA enquanto parceiro global responsável.

A equipa portuguesa empenhou-se em trabalhar em estreita cooperação com todos os parceiros na promoção de um EUREKA renovado e fortalecido.

Locais e datas de Reunião:

Porto – Grupo de Coordenadores Nacionais de Projetos e Representantes de Alto Nível  – 13 a 17 de Outubro de 2008
Sines – Grupo de Coordenadores Nacionais de Projetos e Representantes de Alto Nível – 26 a 30 de Janeiro de 2009
Ponta Delgada – Grupo de Coordenadores Nacionais de Projetos e Representantes de Alto Nível – 30 de Março a 3 de Abril de 2009
Lisboa
Conferência Interparlamentar – Assembleia da República, 14 de Maio de 2009
Lisboa – Grupo de Coordenadores Nacionais de Projetos e Representantes de Alto Nível, 15 a 18 de Junho de 2009
Conferência Ministerial – 19 de Junho de 2009

Outras iniciativas da agenda da presidência portuguesa:

  • Moulds and Dies Brokerage Event (organização CENTIMFE) – Marinha Grande, Outubro de 2007
  • Lançamento EUROAGRI FoodChain – Cantanhede, Março de 2009
  • Innovation Days 2009 / 4as Jornadas de Inovação , Lisboa, 18 a 20 de Junho de 2009